Tag Archives: bulldogada pelo mundo

Criadores Respeitáveis x Criadores Comerciais…

Foto Meljane Bulldogs

Foto Meljane Bulldogs

Criadores de Comerciais (“Fábrica de Cachorros”) x Criadores responsáveis

1. Motivo para criar: diversão, bom para as crianças, para ganhar dinheiro. Não filtra compradores e raramente recusa a uma venda, mesmo se o comprador for inadequado.

1. Dedicação para produzir cães de qualidade é uma vocação seria. Tem muito dinheiro investido em cães de tal modo que se esforça para ficar no zero a zero, não tem lucro. Vende filhotes somente para compradores aprovados.

2. Cruza o cãozinho de estimação da família com qualquer outro cão da mesma raça, somente para ter filhotes puros. Não tem nenhum entendimento ou preocupação com genética, pedigree, linhas de sangue ou melhoria da raça.

2. Pode explicar como planejar cruzamentos, podendo usar para enfatizar ou minimizar características especificas com linebreeding (cães com certo parentesco), outcrossing (cães sem parentesco), ou muito raramente, inbreding (cruzar exemplares com pais, filhos ou tios).

Comprovado: cachorros ajudam na paquera!

É mais fácil conseguir ajuda, conversar com outras pessoas e até obter telefone quando estamos acompanhados por um cão, conforme demonstrou um estudo publicado em Dezembro de 2008 na renomada revista científica Anthrozoos.

200618_109765382437155_6992656_n

Para testar a hipótese de que os cães funcionam como facilitadores sociais, foram feitos quatro experimentos, todos eles com e sem cão. No primeiro, um homem pediu dinheiro na rua. No segundo, uma mulher fez a mesma coisa. No terceiro, um homem deixou cair propositadamente moedas no chão para ver se as pessoas o ajudavam a recolhê-las. No quarto, um teste idêntico foi feito por uma mulher. Por último, um homem pediu o telefone de mulheres jovens na rua. Em todos os experimentos, constatou-se que os cães ajudaram as pessoas a atingirem seus objetivos.

Cães que têm medo de barulhos.

Períodos de jogos de futebol, final de ano e festas juninas podem ser um martírio para donos de cães que têm medo de barulhos. Afinal, bombas, fogos e biribas podem assustar os cãezinhos mais sensíveis, que não foram acostumados com esses sons. Mas, alguns cães têm medo de outros sons, que não nos parecem tão assustadores assim, como aspiradores de pó, liquidificador e secador, por exemplo. Tremem, se escondem, não conseguem comer ou brincar. O que fazer?

10458808_778312208881655_3971842763780145202_n


Primeiramente, é importante esclarecer que, quando apresentamos o filhote a diversos sons, barulhos, objetos e pessoas, as chances de que ele desenvolva medo é bem menor. É o que chamamos de sociabilização: acostumar o cão, dos dois aos quatro meses de vida, com coisas diferentes, com as quais ele vai conviver para o resto da vida, sempre fazendo associações positivas com petiscos, brincadeiras ou carinhos.

Donos de cães e gatos substituem ração por dieta natural.

Troy & Truff - Proprietário Bruno Marins

Troy & Truff – Proprietário Bruno Marins

As três formas são balanceadas e baseadas em dietas postuladas por médicos-veterinários autores de livros consagrados – as referências estão informadas no material de cada modelo de dieta. Portanto, se você seguir as orientações à risca, nada faltará ao seu peludo. Os requerimentos nutricionais dele serão plenamente atendidos com uma dieta fresca, variada e natural!

Mas diante dessas opções – com ossos, sem ossos, crua, cozida – qual modalidade escolher? Falemos um pouquinho sobre vantagens e desvantagens de cada uma.

Amor de Mãe – por Fernanda Lyra

Fernanda Lyra e Baba

Fernanda Lyra e Baba

Gostaria de compartilhar com vocês um texto que li e me identifiquei muito além de ficar emocionada com as belas palavras da Fernanda Lyra.

“A minha vida se transformou com a chegada dele. E não foi um pouco, não. Foi completamente. Não tem um aspecto sequer que tenha permanecido intacto.

Algumas das mudanças são deliciosas. Quando ele tinha apenas alguns meses de vida, eu acordava no meio da noite para verificar se ele estava respirando direitinho. E ficava olhando para ele dormir, hipnotizada com suas dobrinhas fartas de bebê. Quando ele fazia algo novo, meu marido e eu olhávamos um para o outro e preconizávamos aquela coisa boba como se fosse uma grande conquista. Aliás, fazemos isso até hoje.

Halloween dos Bulls reúne mais de 60 Bulldogs em Curitiba

13

Pietra Prop – Hélio e Saiury

Bullblog esteve no Halloween dos Bulls, que reuniu mais de 60 Bulldogs no Phoenix Studio em Curitiba.

Organizado pelo Roberto da Bulldogada Barigui o evento foi um sucesso, em parceria com o apoio de alguns parceiros como Premier, Casa do Produtor, Bacon Dogs, Endorgard, entre outros. Muitos Bulldogs fantasiados, troca de experiência e muitos sorteios de brindes.

Origem da Bulldogada Barigui