Category Archives: Flagrantes da vida real.

“Te amo”

“Me chamo Laura David e sou mãe do Chico.”

1- Quando vc se apaixonou pelo Bulldog Inglês?

Eu sempre gostei dessa raça desde quando assistia Tom e Jerry e via o famoso bull, Spike! Me apaixonei mesmo quando meu irmão foi olhar a ninhada do Chico (nosso buldogue) e me enviou as fotos! Meu coração derreteu.

unnamed
2- Quando decidiu que queria ter um, quais foram os métodos de pesquisa sobre a raça e criadores, internet, amigos, etc…

Nunca foi planejado a compra de um, mas eu decidi que queria quando meu irmão me mandou as fotos do Chico e dos irmãozinhos! Amo cachorros e fiquei totalmente apaixonada! Na hora eu já quis.

3-Sem citar nomes, qual foi o método de escolha na hora de adquirir um filhote, atendimento do criador, padrão da raça, preço, indicações de onde comprar, etc…

Escolhemos nosso buldogue pela afinidade que os filhotes demonstraram conosco! O Chico foi o primeiro que veio até nós e fez várias gracinhas. O criador é um amigo da nossa prima, foi extremamente atencioso, cuidadoso com os filhotes e o mais importante, com os pais.

4- Com o filhote já em casa, quais foram suas maiores dificuldades quanto a raça e cuidados, mesmo que tenha adquirido o Buldogue já adulto.

O buldogue é muito teimoso (nenhuma novidade), e o mais difícil de controlar, desde filhote até hoje, eh o lugar de fazer xixi. Quando não estávamos e estamos perto, ele faz em qualquer lugar, principalmente no sofá e nas almofadas (lugares preferidos).

5- Você teria vontade de ter outro Bulldog? E voltaria a comprar de onde adquiriu seu primeiro?
Adotaria um bulldog já adulto, castrado e com idade avançada?

Tenho muita vontade de ter outro bull em minha vida! São muito companheiros, amáveis e fofos! Voltaria sim a comprar do mesmo criador e com toda certeza adotaria um, idoso, doente, ou de qualquer jeito. Sou fascinada em cachorros e tenho alguns adotados sob minha responsabilidade.

6- Quanto ao atendimento veterinário para o seu bulldog, teve alguma dificuldade em encontrar um especialista na raça ou teve que ir em vários?

 O Veterinario do meu bull não é especialista na raça, moro em uma cidade relativamente pequena, porém, sou muito bem amparada quando necessito, recebemos toda atenção e nunca tivemos um problema com relação a isso.

7- Seu bulldog já teve algum problema sério de saúde? Passou por algum procedimento cirúrgico e/ou está em algum tratamento diário, como, otite assaduras, dermatites.

O Chico é muito saudável, porém já teve dermatite 2 vezes e é bastante alérgico a produtos de higiene na hora de tomar banho.

8- Cite 5 qualidades e 5 defeitos, quando eu digo defeito me refiro a manias, teimosias, e coisas que vc não gosta na raça. 

Poderia citar milhares de qualidades do meu filho, mas citarei cinco: é carinhoso, fiel, atencioso, inteligentíssimo e protetor. Porém é muito teimoso, muitas vezes não nos respeita, é bagunceiro, acha que é um Chihuahua, come tudo que vê pela frente e está sempre soltando gases ou arrotando (meu porquinho preferido <3)

9- Se seu bulldog pudesse dizer uma única frase, qual seria ela?

A frase que meu bulldog falaria com certeza seria: Te amo
10- O que um bulldog precisa para ser feliz?

 Ele precisa pra ser feliz: atenção, carinho, e um lugar pra dormir

MEU BULLDOG É UM HERÓI DE VERDADE!!!!

“Hoje venho aqui no grupo falar do meu filho Baruc Moraes, e falar para vcs que o Baruc sempre foi meu BullAmérica e hj ele foi um herói de verdade. Sim um verdadeiro herói e graças a ele vamos poder ter muitos momentos iguais a esse dessas fotos com sua vovis e eu vou poder ter minha mãe comigo.

12795498_10208920408193425_6557408645582907035_n

A TV aparecem muitos cães que salvaram de alguma maneira seus donos e essa madrugada do dia 10 por volta das 5h20 ele salvou a vida da minha mãe. Estavamos todos dormindo, como muitas pessoas sabem coloco meu colchão na sala com.a cama do Baruc do lado para ficar bem pertinho dele e ele claro acaba deitando comigo. Minha mãe dorme no quarto e eu acordei com o Baruc latindo alto e agitado, acordei assustada e falei o que foi calma não tá acontecendo nada, levai e ascendi a luz para ele ver que não tinha nada e fui ao banheiro foi qdo minha mãe começou a fazer um barulho estranho e ele foi correndo p o quarto e sentou do lado da cama latindo e olhando pro banheiro, sai correndo e vi que minha mãe não estava normal, qdo cheguei ao lado da cama e a virei ela estava tendo uma convulsão e estava roxa e engasgando eu entrei em pânico fiz os procedimentos de virar ela de lado em fim e o Baruc com as patas na cama como se estivesse preocupado mas ao mesmo tempo me dando aquela força.

12524332_10208920410833491_6007207170639310125_n

Qdo vi que consegui que a cor dela estava normal liguei para o Samu e ela continuava com dificuldades para respirar e ele sentado ao lado da cama cuidando dela. O Samu demorou um pouco e qdo chegou prendi o Baruc pq ele estava agitado. Eles fizeram todo procedimento é ela já estava normal. Fomos para o hospital e chegamos em casa mais de 21h30 qdo teve alta. Ela está bem com dores nas costas mas foi devido o ocorrido. O médico falou que ela estava roxa pq estava faltando oxigênio estava engasgando com a própria saliva. Ela nunca teve isso agora vou procurar um neuro para fazer uma investigação e ver o pq aconteceu isso ou se foi um fato isolado eu perguntei para o médico se eu não tivesse acordado ela correria risco de morrer ele disse sim a sua sorte e dela que o seu cachorro te acordou e a tempo. Então vim aqui compartilhar com vcs essa experiência que tive e agradecer a Deus primeiramente e ao Baruc por ter minha mãe ao meu lado. BARUC MEU FILHO AMADO E NOSSO HERÓI OBRIGADA MEU AMOR. Desculpem os erros mas estou emocionada e ainda um pouco nervosa com tudo.”

Escrito por Robertha Moraes no grupo Bulldogada São Paulo.

A Despedida de um Cão.

200618_109765382437155_6992656_n

Neste momento só tenho que lhe agradecer… Agradecer por ter me acolhido, ter cuidado de mim a vida toda, me proporcionado momentos felizes e inesquecíveis, me dado uma família, um lar digno, essas lembranças levarei comigo aonde eu estiver!! Obrigado pela infinita paciência você me ensinou a ser um cão obediente e esperto…obrigada por ter perdoado tantas estripulias, tantas destruições, fiz tantas coisas erradas em seu tapete (era mais forte do que eu aquele cheiro me atraía muito), destruí tantos sapatos novos, arranhei tanto seu carro na tentativa de subir no banco, os passeios de carro eram meus prediletos, mas o que mais te incomodava era os buracos que fazia no seu quintal, cavando cavando… hh aquele cheiro da terra, eu me divertia enterrando meus brinquedos! Você para mim sempre foi a pessoa mais importante, colocava meu alimento, me escovava, me dava água sempre fresquinha e me dava muito carinho….Eu contava as horas todos os dias esperando você chegar do trabalho para te receber com muitas lambidas…algumas vezes você não tinha tempo para mim, mas sempre compreendi a pessoa ocupada e a vida corrida que tinha….

Cães que têm medo de barulhos.

Períodos de jogos de futebol, final de ano e festas juninas podem ser um martírio para donos de cães que têm medo de barulhos. Afinal, bombas, fogos e biribas podem assustar os cãezinhos mais sensíveis, que não foram acostumados com esses sons. Mas, alguns cães têm medo de outros sons, que não nos parecem tão assustadores assim, como aspiradores de pó, liquidificador e secador, por exemplo. Tremem, se escondem, não conseguem comer ou brincar. O que fazer?

10458808_778312208881655_3971842763780145202_n


Primeiramente, é importante esclarecer que, quando apresentamos o filhote a diversos sons, barulhos, objetos e pessoas, as chances de que ele desenvolva medo é bem menor. É o que chamamos de sociabilização: acostumar o cão, dos dois aos quatro meses de vida, com coisas diferentes, com as quais ele vai conviver para o resto da vida, sempre fazendo associações positivas com petiscos, brincadeiras ou carinhos.

Bulldog Club lança calendário 2015.

_DSC0929

O nosso parceiro Bulldog Club selecionou 13 Bulldogs para estampar o calendário 2015, onde a ideia era colocar a foto do cão em seu respectivos mês de aniversário. Foram mais de 120 inscritos, e muitas fotos lindas mas infelizmente o ano só tem 12 meses.

Com o intuito de repassar uma porcentagem das vendas a Ongs de proteção e cuidado animal o calendário foi muito bem visto pelos apaixonados pelo Bulldog Inglês, as Ongs que receberam essa porcentagem foram a Loucos por Bicho e Oba! Organização bem animal, clique e conheça as instituições.

A primeira edição com 200 unidades foi uma febre e por esse motivo a Bulldog Club esta lançando a segunda edição do calendário, serão selecionados mais 13 Bulldogs, se tiver interesse em participar entre em contato aqui mesmo no email bullblog@bullblogingles.com, serão aceitos fotos acima de 1 mega.

A paciência é uma virtude de poucos.

10388630_10203876468610705_8242043485430182397_n

 

Mas não se preocupe, é tudo brincadeira =)

10470892_10203876468250696_3380220669015590334_n

Via – Vatuzy Junior Monteiro

Bulloween 2014 – Bulldogada Carioca.

O evento aconteceu no dia 16 de Novembro de 2014 no Clube do Totó – Recreio/RJ, clube criado especialmente para cães, com piscina, instrutores, pranchas de stand-up dogs e muita área verde para eles se divertirem à vontade, poder fazer muitos amigos e trocar experiências sobre seus cães.

Fadinha

Fadinha

Saímos de Curitiba rumo ao Rio de janeiro para prestigiar esse evento, além da diversão, fortalecemos laços de amizade que antes se limitava somente pelo facebook, a receptividade do Carioca é fascinante, faz com que qualquer um se sinta em casa.

10 razões para possuir um Bulldog Inglês.

bullllee

As maiores razões para se ter um Bulldog Inglês, leia atentamente, se você se identificar com pelo menos 8 já se considere um vitorioso pois passou no teste de sobrevivência,

1 – Ao contrário dos humanos, as rugas realmente lhe caem bem..

2 – Filhotes são fofos, e quanto mais velhos mais fofos ainda.

3 – Não queira encarar um Bulldog, ele sempre vai ganhar.

Jack Sparrow, sim o Pirata!

Jack Sparrow

Jack Sparrow

Conheçam o saudoso Jack, Jack Sparrow – sim, O pirata.
Esse pequeno monstrinho entrou em nossa vida em 2011, depois de muito ler e pesquisar sobre um cão que se adaptasse bem num apê. Mas foi só quando eu e minha namorada fomos ao canil que realmente nos derretemos por aquele gordinho que desmanchava em nosso colo.
Quando ele chegou em casa – um mundo novo pra ele – foi desde logo mimado e paparicado por todos, e não demorou muito pra ele já tomar o apê todo como dele.
Lembro da primeira viagem do nosso Sparrow, fim de ano e como toda boa família, fomos à praia, e levamos o companheiro conosco. Ao chegar na casa da praia, todos ficamos ansiosos pra ver a reação dele com um quintal todo pra ele correr e curtir um pouco mais de espaço, e mais uma vez ele surpreendeu. Ficou tão assustado no ambiente estranho que não ficava longe de mim – literalmente, ele não ficava há mais de 15cm de distância – e me fazia tropeçar toda hora no gordinho que parecia apavorado achando que ia ficar “abandonado” naquele lugar estranho.
O Jackinho – como todo bulldog – é um cachorro surpreendente. Tão companheiro, tão engraçado, tão preguiçoso, tão…tão único.
Só quem tem um buldogue inglês entende que a vida só é completa se tiver a companhia de um gordinho.
E ele tem Instagram @sparrowthepirate
Um abraço,
Gustavo

Surpresa ao receber a conta de luz.

Prop - Bruttus Tattuador

Prop – Bruttus Tattuador

Quem nunca levou um susto quando viu a conta de luz. ..

Prop – Bruttus Tattuador