Author Archives: criadorcolaborador

Liam Kbk o meu tesouro encantado :)

Meu nome é Vaniela Rodrigues, sou casada com Marcio Augusto e sim meu filho é um Bulldog inglês que se chama Liam Kbk com muito orgulho. Tudo começou nos primeiros dias de dezembro de 2011, eu era na época assistente administrativo na empresa Bogarim Cosméticos e meu marido já era vendedor na empresa SND. uma bela manhã eu estava sem muita atividade para fazer e fui então em busca do que eu mais gostava na internet, fotos de filhotinhos de cães. Foi quando mandei uma foto de um bulldog pequeno e fofo para meu marido, Marcio então teve a brilhante ideia de comprar um e me presentear, desde então passamos os próximos dias na busca do filhote perfeito, na época o que importava era o preço, a cor e o sexo. logo fechamos negocio com um vendedor no mercado livre que durante a negociação era nosso melhor amigo, como trabalhávamos até tarde durante a semana não dava para irmos até o canil dele, combinamos que depois do depósito a entrega do filhote seria no emprego de Marcio, passamos quase a noite toda da sexta feira de 23/12 esperando e nada, foi então que nosso mundo desmoronou, caímos em um golpe, passamos o Natal arrasados. Eu não aguentava olhar nos olhos de Marcio pois eu via ele muito triste. passando o final de semana, na segunda feira dia 26/12/2011 Marcio cheio de determinação me manda um novo site onde havia dois bulls a disposição, eu havia escolhido o mais fofo, eu nem sabia que ele já havia acertado a compra dele kkk. saímos do Centro do Rio de Janeiro por volta de 18:30 e fomos para Maricá na companhia do grande amigo e colega Celso que iria nos guiar. Até lá foram uma Barca, um ônibus e uma parada para pegar a Cátia esposa de Celso e o carro dele, nossa posso dizer que lutamos para ter nosso filhote MESMO. Quando chegamos ao local marcado, descobrimos o mundo do bulldog inglês, os proprietários do canil KBK KENNEL, Thaís e Waldir antes de tudo nos deu uma aula sobre a raça, e como a gente não sabia NADA veio a calhar kkk mas o melhor foi a demonstração gratuita de lambidas e beijos da pequena gordelícia da casa Brigithie,uma bulldoguinha inglesa de 1 ano. chegando a hora de conhecer o nosso tão desejado filho, Waldir nos levou até a maternidade, e lá estava ele, tão pequeno, tão medroso, tão fofo e quando Marcio pegou ele nos braços eu não consegui mais segurar a emoção e me acabei no choro, enfim com nosso filho amado nos braços, me senti como se tivesse acabado de por no mundo o meu filho de sangue, enquanto meu marido pagava uma parte em dinheiro e outra parte em cheques emprestados do nosso amigo Celso, eu segurava meu filho nos braços, o que ninguém sabia é que eu morria de medo de cachorro, mas a vontade era tão grande que eu esqueci desse medo. A volta pra casa continuou sendo emocionante, nosso amigo Celso só pôde nos levar até Niterói pois morava por ali mesmo e já estava tarde para ele ir até o Rio, descobrimos que ônibus não aceitava transportar animais se não estivesse na caixa transportadora. foi então que passou um rapaz em um táxi que concordou de nos trazer até Jacarepaguá kkkk, depois de meia noite enfim em casa, fomos acomodar o filhote, nos demos conta que não tínhamos nada para ele, ele dormiu em um edredom antigo e na toalhinha que veio com ele do canil, comeu e bebeu em potes de sorvete kkk xixi e coco feitos em folhas de revistas antigas, meu Deus que malvada eu estava sendo com meu filho, mal via a hora de amanhecer o dia e ir em uma petshop comprar tudo pra ele. Feito isso lá vamos nós para os primeiros dias de adaptação, foram muitas noites em claro pois ele queria brincar a toda hora, muitos xixis onde não devia, muitos sapatos comidos, moveis destruídos, mas sofri mesmo quando ele começou a trocar os dentes pois era sangue pra todo lado e eu sabia que aquilo causava dor, graça a deus alguém teve a ideia de fazer o Bulldogada carioca e anunciar aqui, lá tirei minhas duvidas e fiz muitos amigos de verdade, assim como eu apaixonados pela raça. ainda não sei tudo sobre o mundo dos bulls pois eles são uma caixinha de surpresa, mas o pouco que sei passo a diante para pessoas que assim como eu um dia não sabia de nada ,mas que com muito amor e determinação aprendeu como cuidar dos tão sensíveis bulls, graças a deus meu bull é super saudável, apenas uma displasia que é quase inevitável nessa raça, controlada com remédio e dieta. Algumas pessoas reclamam dos roncos, dos puns, dos pelos, das babas, dos móveis destruídos, dos sapatos comidos, dos dinheiros gastos com ração, remédios veterinários etc, pois eu com certeza digo que minha vida mudou depois que meu Liam entrou na minha vida, e mudou para melhor, hoje sou uma pessoa bem melhor do que era antes, mais atenta, mais simpática, mais pobre mas com certeza muito mais feliz. Meu filho odeia água, é uma guerra toda vez que vai para o banho, mas essa guerra eu enfrento com todo amor no coração. No dia 26 de setembro de 2014 ele fará 3 anos de pura traquinagem, agradeço a Deus por cada segundo que tenho ele do meu lado, e que fique conosco por muitos e muitos anos. Serei eternamente grata aos amigos Celso e Cátia, e ao casal donos do Kbk Kennel Thais e Waldir pois graças a eles encontrei o meu tesouro encantado.

O charme do Enzo

Esse é o Enzo. olha o Charme.
Minha filha veio ao Brasil e comprou o Enzo para leva-lo a Angola onde mora.
Veio me  visitar e deixou o Enzo comigo para ficar uns dias comigo, ate manda-lo para Angola.
Só que o Enzo esta comigo até hoje. Fazem 2 anos e 3 meses.
Ele é o Xodo de casa. Amo…
O que percebi nessa raça ele dócil,  inteligente, companheiro, gosta de estar próximo, adora brincar, mas é pouco teimoso.
Ótima raça para se ter, só necessita de alguns cuidados.
Vânia Almeida

Um bulldog bebê e fiquei apaixonada…

Olá, bom dia, gostaria de ganhar o adesivo, por isso vou contar minha história de amor com a Lua!

Vi um vídeo na internet de um bulldog bebê e fiquei apaixonada, desde então comecei a querer um filhotinho, falei com meu marido, vimos os preços, fizemos as contas.

Fiquei decepcionada pois aqui em Bauru, onde moro, não achei nenhum, tentei nas cidades próximas mas o preço estava exorbitante… fiquei muito triste e quase, quase desisti.

Um belo dia entrei no face e vi uma postagem de agradecimento de um rapaz pela cesária da buldogue, que os filhotes estavam lindos e saudáveis, pensei, opa!!!!!

Imediatamente entrei em contato com ele, combinamos tudo e dentro de 45 dias eu poderia buscar a minha menina.

Esperei ansiosa, contei nos dedos, e no dia marcado fui para Ribeirão Preto…

Quando eu vi a minha pequena, gordinha, se rebolando toda pra mim, eu só pude beijar muitoooooo, foi uma das melhores coisas que eu já senti!

Ela dormiu a viagem toda e quando chegou em casa, correu pelo quintal, cheirou tudo e fez uma festa.

Desde então, nossa vida em casa é uma festa, ela é arteira, adora visitas e as crianças da vizinhança chegam a pedir para brincar com ela.

Dorme dentro de casa, é cheia de mimos, tanto que quando eu saio, ela fica vai para casa da vó rsrs

Enfim, já não sei mais viver sem ela!!!!!!

Obrigada!!! Espero meu adesivo!!!!!

Fabiana Ximenez Scarparo

Bulldog Inglês, uma paixão pra toda vida…

Sempre tive cães quando criança, onde meu sonho profissional era ser veterinária para, além de gostar, poder cuidar dos animais. Mas a gente cresce, a vida muda, os projetos profissionais se transforam, a gente troca a casa pelo apartamento e alguns hábitos da infância vão se perdendo.

Em 2005, cursando a faculdade de administração (sim, administração e não veterinária..hehe!), peguei carona com um colega até um shopping para fazer uma compra rápida, eis que, quando entro no shopping dou de cara com um bulldog fêmea sentada na gaiola de uma pet shop, com aquela cara mais linda do mundo que só um bulldog é capaz de ter. Brincando com uma bolinha ela me olhou pelo vidro e me ofereceu a bola…pronto! Amor à primeira vista!

Cheguei em casa e pesquisei todos os sites possíveis e imagináveis atrás de informações sobre a raça, tinha consciência que comprar um bull de uma pet shop era arriscado, mas meu coração já tinha dona. Voltei ao shopping todos os dias daquela semana e, ela continuava lá…linda e parecia me esperar, saber o horário que eu chegava, até o dia que a vendedora me olhou, lá na loja pela 10º vez na semana e disse: “tu quer pegar ela um poquinho?” Peguei, amei e nunca mais larguei. Negociei a compra imediatamente. No dia seguinte voltei à loja com todas as minhas economias e ela estava lá me esperando, balançando o rabinho cotoco e com um laço rosa enorme na cabeça. E assim, a 9 anos a Mel chegou, trazendo uma felicidade infinita pra minha vida. Por causa dela criei grandes amizades, conheci pessoas fantásticas, aprendi sobre a raça e suas peculiaridades e mais do que isso, me tornei “mãe” de uma grande família que mefaz muito feliz, sim, porque depois da Mel veio o Ruffus (meu neto), o Khallyd (uma grata adoção) – um cão com um temperamento fantástico, amigo e, no ano passado realizei o sonho de ter um bull de um criador que admiro demais e acompanho há muito tempo…a Olívia veio completar minha vida, minha família, meu coração e me trazer muitas risadas com seu jeito alegre de ser.

E para finalizar minha história, cito a tão conhecida frase que melhor não pode definir um dono de bulldog: “Uma vida nunca será plena se não se teve um bulldog”.

Grande abraço!

Gabriela Lírio

Uma bulldog chamada Lucy

Boa noite

Meu nome é Elaine e sou mãe de uma bulldog chamada Lucy.

Ela tem 2 anos e é a louquinha da casa. Não gosta de tirar foto…toda vez que tentamos ela sai correndo e latindo.

Se assistimos um jogo e vamos comemorar ou reclamar de um gol sofrido ou feito, ela sai correndo e latindo! Você imagina como ela ficou na copa!!

Se alguém encosta a porta do meu quarto, ela entra com tudo empurrando a porta como se dissesse: “O que vocês estão fazendo no meu quarto?”.

Ela só sabe que estamos falando com ela se à tocarmos. Ela é surda e por isso nunca posso soltá-la na hora do passeio. A vantagem é que no fim do ano, nos fogos de artificio ela nem liga. Quando ando com ela sempre escuto algo como: “Nossa, você está passeando com cachorro ou um porco?”. Sem contar que sempre ameaçam assar ela para a ceia de Natal! Kkkkk.

Sempre tive cachorro em casa e depois que minha pinscher Tuquinha de13 anos morreu não agüentei ficar sem cachorro.

Comecei a procurar por raças de médio porte e que fosse mais tranqüila. Depois de muito procurar fiquei entre o Bull terrier, Bulldog inglês e o Starforchaire. Por pura coincidência estava eu indo para o mercado e vi um homem andando com uma bulldog. Persegui o homem e conversei por muito tempo. Daí minha pesquisa se intensificou nesta raça. Depois de uns 3 meses pesquisando, decidi que seria esta raça.

Entrei em contato com um criador independente da “Bull Capital” e sondei por novas ninhadas.

A boa notícia veio durante uma viagem. Recebi um email dizendo  sobre o nascimento de uma ninhada. Daí começou a paixão…ele me mandava fotos dos pais e dos filhotes.

Esperei por 2 meses até poder levar de vez minha filha. A ansiedade foi tanta que engordei 3kg só na espera!!!

Hoje sou SUPER feliz por ter esta doidinha aqui em casa.

Elaine Oliveira
Brasília – DF

Jazz…

Boa Noite, meu nome é Danillo Vitorino e tudo começou quando perdi meu ”Sogro”, eu e minha esposa Camila, sentimos um buraco vazio em nossas vida, eis que surgiu a idéia de preencher esta lacuna com um animal de estimação, já que meu sogro gostava muito de bichos em geral…

Pesquisamos sobre a raça durante 2 a 3 meses e pronto, fomos ao parque conhecer algum bull de perto e no dia seguinte já estávamos em contato com o Canil…embora tivemos mais um percalço, nosso Bull nasceu com má formação nos rins e só ficou conosco 2 meses…Nosso Amado ”OLLIVER”, mas como vocês devem saber, uma vez fazendo parte da turma dos Bulldogues Inglêses, ”já era”…mais uns 3 meses e nasceu o ”JAZZ” nossa alegria….que inclusive fará 7 meses segunda-feira dia 17/09….
e foi assim que nasceu nossa paixão pelos ”balofos” como costumamos chama-los….
Ah…e antes que eu me esqueça….em homenagem ao nosso Olliver, estamos lançando em breve uma marca de Street Wear com o nome e inspiração no pequeno…Assim que tiver algumas camisetas prontas, faço questão de envia-las a vocês…
Abraço!

Beth, linda e gorda!!!

unnamed (5)

Essa é nossa rainha: Beth, linda e gorda!!!
Com 1 ano de idade, essa gordinha já aprontou várias! Ela é o centro das atenções, mimada por todos. Domina as crianças da casa com seu temperamento autoritário e ao mesmo tempo usa de toda sua fofura para derreter meu coração e de meu esposo ao ser repreendida por ter feito alguma arte. É a alegria da casa!
Lilian CPVZARATE

Apresento o Jorge!

1400803178350

Olá galera! Apresento o Jorge, esse Bulldog, agora com 6 meses que mudou nossa rotina e ficamos cada dia mais apaixonado por ele. Ele adora durmir apoiado num colo e não resisti um soninho ao sol.

Abraços, William Affo Jr

Guria na moda!

unnamed (4)
Minha gordinha (o nome dela é Guria) preparada para o inverno :)

Irmã mais velha…


Irmã mais velha sempre cuida das crianças com muito carinho é o amor da casa.