Doenças Cardíacas Acometem Cerca de 35% Os Cães Idosos

Campanha Setembro Vermelho visa conscientizar sobre a importância do diagnóstico e tratamento precoces.

O coração é a base do funcionamento do sistema circulatório de qualquer ser humano e deve sempre estar na lista dos check-ups periódicos. No caso dos animais de companhia não é diferente. O coração do cão tem uma estrutura semelhante à nossa e, assim como nos humanos, o diagnóstico e tratamento precoces das doenças cardíacas podem fazer diferença na saúde e qualidade de vida dos bichos. Para conscientizar o tutor sobre a importância do acompanhamento periódico do veterinário e do check-up anual para a detecção dos problemas cardíacos, a Elanco, em parceria com a Agência Estação Brasil, lança este mês a campanha “Setembro Vermelho: se tem coração”.

bulldog-69415_150

Os números mostram que o assunto merece atenção. As cardiopatias em cães são cada vez mais comuns, já que, assim como os humanos, eles estão vivendo mais. O problema se agrava porque o tutor não está acostumado a cuidar dos bichinhos idosos como cuida dos filhotes.  Cerca de 35% dos cães serão acometidos por alguma cardiopatia ao atingir a fase idosa. A partir dos 5 anos e desta idade até aproximadamente 13 anos cerca de 70% deles vão desenvolver ao longo da vida a chamada DVCM (Doença Valvar Crônica Mitral), a principal cardiopatia que acomete os cães, sendo os mais suscetíveis os machos de pequeno porte (com até 20 quilos). A doença pode aparecer já nos primeiros cinco anos de vida do cãozinho, sendo a prevalência, por faixa etária, de 10% em cães com cinco a oito anos, 25% com nove a 12 anos e 35% entre os acima de 13 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>