Criadores Respeitáveis x Criadores Comerciais…

Foto Meljane Bulldogs

Foto Meljane Bulldogs

Criadores de Comerciais (“Fábrica de Cachorros”) x Criadores responsáveis

1. Motivo para criar: diversão, bom para as crianças, para ganhar dinheiro. Não filtra compradores e raramente recusa a uma venda, mesmo se o comprador for inadequado.

1. Dedicação para produzir cães de qualidade é uma vocação seria. Tem muito dinheiro investido em cães de tal modo que se esforça para ficar no zero a zero, não tem lucro. Vende filhotes somente para compradores aprovados.

2. Cruza o cãozinho de estimação da família com qualquer outro cão da mesma raça, somente para ter filhotes puros. Não tem nenhum entendimento ou preocupação com genética, pedigree, linhas de sangue ou melhoria da raça.

2. Pode explicar como planejar cruzamentos, podendo usar para enfatizar ou minimizar características especificas com linebreeding (cães com certo parentesco), outcrossing (cães sem parentesco), ou muito raramente, inbreding (cruzar exemplares com pais, filhos ou tios).

3. Apesar dos cães de estimação (pais e mães dos filhotes) possam ser amados, eles não foram testados quanto a displasia ou  quanto a doenças.

3. Não cruzam cães com menos de 2 anos. Tem armazenados os testes feito em seus cães para evitar doenças congênitas.  Estes testes servem como histórico para que sejam feitos cruzamentos que produzam filhotes sem doenças, bem como para evitar o cruzamento de cães doentes.

4. Não oferece nenhuma garantia durante a venda dos filhotes. Não qualificado para dar nenhum suporte em caso algum problema (doença genética) venha a se desenvolver.

4. Dá garantia por escrito (contratual) de trocar o cão com defeitos genéticos ou para ajudar o dono a lidar com o problema.

5. O vendedor tem um limitado conhecimento da historia da raça, não participa do clube da raça. Pode alegar que isto não importa para “apenas cães de estimação”.

5. Ama a raça e pode falar demoradamente sobre a raça, seu uso e tipo ideal. Tem forte preocupação com a melhorar e promover a raça. Participa ativamente do clube da raça.

6. Filhotes nascem em acomodações temporárias, algumas vezes em péssimas condições de higiene, indicando uma falta de investimento de longo prazo na criação e uma falta de cuidados verdadeiros para o bem estar dos filhotes. Na maioria das vezes não se preocupa com a sociabilização dos filhotes.

6. Investe em equipamentos e o ambiente para os filhotes tem total higiene e amor. Filhotes são sociabilizados com pessoas e sons do cotidiano para diminuir o stress quando for para o novo lar.

7. Mesmo quando vendem “apenas filhotes”, podem produzir pedigree  ou pedigrees dos pais como campeões como prova de qualidade. Apesar disto o vendedor não aumenta seu próprio conhecimento durante a participação em clubes da raça nacionais, regionais ou locais. Ele não está realmente envolvido em colocar seus cães em exposição para provar “qualidade”, e sim, para aumentar a vendabilidade dos filhotes.

7. Pertence a clubes da raça locais, regionais e/ou nacionais, indicando seu amor pêlo esporte de criar cães puros. Expor seus cães com o objetivo de testá-los e a sua descendência.

Baseado no texto: yahoo groups – shih-tzu for you

Fonte: Redbulldogs

giba-criadorcolaborador

Gilberto Medeiros

Colaborador do Bullblog e Criador de Bulldogs desde 2003

Canil Reserva do Rei

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *