Nódulo Lingual

Na clínica atendemos vários bulldogs com lesões na cavidade bucal. São os mais variados tipos de problemas, desde cortes até ferimentos causados por espinho de ouriço. Também são comuns alguns tumores bucais, assim como doenças gengivais ou dentárias. Recentemente atendi uma bulldoguinha que apresentava uma lesão lingual, na região bem central da língua, não apresentava sangramento local ou desconforto. Segundo os proprietários apresentava apenas uma salivação mais intensa, mas como isso é bem comum nos bulls, não foi muito valorizado. Muito comumente verificamos sangramentos em lesões bucais e alguns cães diminuem a ingesta alimentar pelas lesões. Alguns também apresentam halitose, ou seja, odor desagradável na boca. Foi-me relatado pelos donos que durante um passeio verificou-se a presença da lesão, quando a bull expos toda a língua em decorrência do exercício.

Os tumores malignos na cavidade bucal abrangem cerca de 6% de todos os cânceres caninos. O carcinoma de células escamosas é o tumor lingual mais comum, tem comportamento maligno e geralmente o local de apresentação é na rafe da língua. Assim gerou-se uma apreensão sobre o nódulo lingual da paciente.

Foi realizada a cirurgia para retirada do nódulo e encaminhamento pra biópsia. Fez-se a retirada do nódulo totalmente, com manutenção de margem de segurança ampla. A língua foi suturada com fio absorvível, assim não necessitando a retirada dos pontos. Recebeu medicações pós-operatorias, antibiótico, antiinflamatório e analgésico e manteve-se alimentação pastosa por alguns dias.

Por volta do décimo dia após a cirurgia os pontos já haviam sido absorvidos e a lesão estava cicatrizada. O resultado da biopsia indicou uma inflamação crônica, não exigindo nenhum tipo de tratamento posterior.


Dra. Viviane Dubal – CRMV/RS 8844

Formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e proprietária da Clinica Veterinária Saúde Animal em Porto Alegre. Contato: vivianesd@bol.com.br

4 Responses to Nódulo Lingual

  1. Izabela disse:

    Boa tarde Dra Viviane. Estou diariamente visitando o blog, pois em breve levarei pra casa o Buddha, que chegara com 50 dias. Como estou comprando de um criador, gostaria que voce pudesse listar pra mim as vacinas que ele ja deve ter tomado a este tempo, e quais as que eu devo dar depois. Quero desta forma assegurar que o cridor deu as devidas vacinas. Aguardo e antecipadamente agradeço a gentileza.

  2. Talita disse:

    Olá Dra Viviane! Gostaria de pedir uma ajuda, é que o meu bulldoguinho está com uma irritação na barriga já faz algum tempo e que não sara. Ele pegou carrapatos há alguns meses e ficou com uma big alergia e desde então já tomou 3 injeções contra carrapato e mais 6 injeções contra demodécica, porém a irritação continua. Estou lavando somente a área irritada todos os dias com um shampoo bactericida e passo hipoglós porque parece diminuir a vermelhidão e eu percebo que ele para de coçar. A cada 15 dias ele vai para o pet tomar banho. O que posso fazer, gostaria de uma ajudinha se possível, pois já faz alguns meses que ele está com estes problemas na pele e não consigo fazer sarar.
    Fico no seu aguardo. Obrigada!

  3. Isa Lara Monteiro disse:

    Boa tarde. Eu vivo em Portugal e adoptei há 3 dias um bulldog Ingles, de nome Boris. Não foi comprado directamente ao criados, mas sim ao anterior dono, que ia viver para fora do país. O Boris tem 4 meses e 11 dias.
    Chegou comportado, a comer e beber com toda a satisfação, mas logo que tomou medicamento para evitar vermes internos, começou a vomitar. Pergunto se estes medicamentos podem ter este efeito? Ele continua esperto, bebendo água, mas se recusou a comer depois da toma do medicamento ( faz 20horas que tomou).
    Peço sua ajuda, pois essa raça não é muito divulgada em Portugal, e receio que os vets por aqui não estejam habituados a lidar com seus problemas especificos. Tem um mail por onde eu possa contactar voce? Ando lendo tudo, desde livro, a artigo de criador… mas navegando na net me sinto confusa. Vi que seu blog é muito claro, actual e criado para essa raça, e peço sua ajuda no tratamento de meu “filhote”. Muito obrigada, Isa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>