Reprisando: Bulldog no Verão…muita atenção!

Boa Querência Becky - proprietários Diene e Leonardo

Com a chegada do verão e o planeta cada vez mais aquecido, os cuidados com o Bulldog devem ser ainda maiores nessa época do ano.

Antes de mais nada é importante que se trabalhe com a idéia de prevenção, pois no verão qualquer situação de hipertermia pode acabar representando um caminho sem volta para o Bulldog.

Muitas são as causas que facilmente podem levar à morte.

Por isso nunca é demais ter sempre em mente os seguintes cuidados e precauções:

- Viagem/passeio de carro somente com ar condicionado;

- Horários do dia de maior calor, atividade física zero;

- Colocar o Bulldog em uma caixa de transporte e ligar o ventilador na frente é sempre uma excelente alternativa, pois manterá o cão tranquilo e refrigerado;

- Transferir o Bulldog para uma peça da casa que possua ar condicionado;

- Dispor de um piso frio é sempre bem-vindo, pois o Bulldog irá procurar deitar-se nesse local toda vez que sentir necessidade de refrescar-se;

- Faça uma “dieta” de verão, diminuindo a quantidade de ração normalmente administrada. Bulldogs com sobrepeso sofrem mais no calor;

- Troque os horários de ração, antecipando pela parte da manhã ou retardando pela tarde. Deste modo o Bulldog irá aproveitar melhor a ração e terá uma melhor digestão;

- Não pense duas vezes em molhar o Bulldog e deixá-lo molhado. Isso pode ser uma alternativa não muito indicada em relação à saúde da pele, mas entre perder o cão e tratar alguma dermatite…

Em situações extremas em que o estado de hipertermia já se desencadeou (língua roxa, ronco excessivo ao respirar, corpo mole e dificuldade de ficar em pé) procure manter a calma, deite o Bulldog com a barriga num piso frio e as patas traseiras esticadas para trás, com água corrente sobre ele, mantendo-o sempre molhado. Coloque o ventilador em sua direção. Pedras de gelo colocadas sobre a língua também ajudarão. Não havendo possibilidade de deixá-lo sob água corrente, poderá ser usado álcool de cozinha sobre o cão, já que a sua rápida evaporação irá resfriar a pele. Alguns minutos serão necessários até que o Bulldog possa se refrescar e readquirir a respiração normal.

O maior cuidado que se deve ter nestes casos é evitar que a passagem de ar pela boca se feche em razão da hipertermia. Isso é comum em se tratando de um cão braquicefálico e com palato mole alongado. Uma vez verificada tal obstrução, deve-se pressionar a base da língua para que o fluxo de ar seja restabelecido.

Por fim, vale relembrar: é muito mais fácil um trabalho preventivo, evitando estágios de hipertemia, do que tentar normalizar a temperatura corporal depois de um super aquecimento.


giba-criadorcolaborador

Gilberto Medeiros

Colaborador do Bullblog e Criador de Bulldogs desde 2003

Canil Reserva do Rei

14 Responses to Reprisando: Bulldog no Verão…muita atenção!

  1. João Luiz disse:

    Gilberto,

    Parabéns pelo excelente artigo.
    Realmente é impressionante como apenas alguns graus a mais de temperatura afetam muito os nossos Bulls. Já quase perdi o Pacco, meu Bulldog de dois anos, em um simples passeio no calçadão da praia no final de tarde. Foi um sufoco. Ele apresentou extamente os sintomas que você escreveu. Ele não levantava, ficou com enorme dificuldade de respirar e só melhorou depois que eu coloquei ele debaixo do chuveiro com água fria (ficou ali por uns 20 minutos). Depois foi direto para o ar condicionado.
    O mais incrivel é que no inverno ele vai a praia sem nenhum problema…

    Abraços,

    João Luiz.

    • Obrigado João!
      Infelizmente muitos bulldogs são perdidos por mera falta de informação de seus proprietários. Por isso, nada melhor que conhecer as limitações de seu Bulldog e jamais colocá-lo em situações de risco quando o assunto é calor.
      Abraço, Gilberto.

  2. Danniel disse:

    Prevenção sempre. Mesmo estando com minha gordinha a apenas 6 dias e ela ter apenas 51 dias, li muito antes de adquirir e me mudei para um local mais fresco do que o que eu morava, sempre pensando no melhor pra ela. Mantenho gelo picado no congelador e alcool com fácil acesso. Ontem comecei a ensiná-la a chupar/lamber gelo e ela gostou muito. Como a deixo em casa quando saio para trabalhar, a deixei no seu quarto mais fresco e com o ventilador de teto ligado e dois potes de água a disposição. Um de plástico, caso ela queira virar pra se molhar e outro pesado para ela ter água para beber, caso vire o outro. Por sorte, as vacinas terminarão depois do verão. Sendo assim, fica mais fácil a manutenção do calor dentro de casa! Um abraço e mais uma vez parabéns pelos esclarecimentos ao proprietários dessas coisas lindas!

  3. Outras importantes dicas para refrescar os cães são:
    Gelo na barriga, sob o queixo e nuca, pois são áreas onde há muita circulação sanguinea e assim ajuda a baixar a temperatura rapidamente.
    NÃO ESPERE PARA PROCURAR UM VETERINÁRIO SE ACHAR QUE SEU BULL ESTÁ COM HIPERTERMIA, UM ATENDIMENTO RÁPIDO PODE SALVAR A VIDA DELE.

  4. Rheno Marcel disse:

    Excelente!
    Já passamos por um susto bem grande também, mas graças a outro artigo publicado aqui mesmo, conseguimos salvá-la! Lembramos exatamente do que estava escrito e ela voltou a temperatura normal na oportunidade.
    Hoje, não saímos de casa sem deixar um ventilador ligado e muita água gelada pra nossa gorducha.
    Abraço!

  5. Christine Corrêa disse:

    Muito bom!! A gente está cuidando bem do nosso gordinho Bruce… Vemos como ele sofre… É ar condicionado e gelinho direto… :)

  6. cesar disse:

    Desculpe, mas sou contra o uso de ar condicionado em carros, principalmente, e nas casas como forma de refrigerar nossos bulls.

    Mais fatal do que o calor é a variação abrupta de temperatura…por isso, MUITO ao considerar o condicionador de ar…

    Um abraço

  7. Carolina & Antonio disse:

    Sou completamente apaixonada pela raça ainda nao tenho nenhum bulldog ingles ainda pois resolvi pesquisar tudo sobre a raça e ver se terei condiçoes financeiras e tempo habil para poder cuidar de um gordinho.
    Gostaria de saber quanto em media gastarei por mes para ter um de maneira segura mas sem muito luxo ja pesquisei a media de preço de um filhote macho e de boa procedencia mas ficou faltando o gusto por mes
    Obrigada por todas as informaçoes

  8. Danniel disse:

    Carolina & Antonio, o valor gasto mensalmente varia muito, pois dependerá se o cão apresentará os problemas, digamos, característicos da raça. O ideal para não sofrer muito com os gasto é fazer uma espécie de poupança para seu gordinho. Raçaõ específica para a raça custa em média R$150,00 o pacote de 12Kg. Operação da terceira pálpebras (as duas) custa de R$250,00 até R$1.000,00, cabe a vc decidir qual valerá mais a pena para a saúde do seu cão e não para o seu bolso, pois o barato sairá caro com certeza. Tratamentos de pele e outros.. tudo depende de como seu cão se comportará. Até um ano e meio a imunidade do bulldog é bastante instável então a maioria dos pequenos probleminhas ocorrem até lá, então se prepare, pois ele precisará de sua dedicação!

    Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>