Síndrome Respiratória Braquicefálica

cranio1
.
O bulldog inglês é denominado um cão braquicefálico, ou seja, um animal que apresenta uma cabeça (cefálico) curta (braqui). Sendo assim apresenta encurtamento do focinho e das vias aéreas, e por isso pode apresentar um problema que se chama síndrome respiratória do braquicefálico. Essa síndrome apresenta vários sinais que não necessariamente se manifestam concomitantes.

As narinas do cão braquicefálico (bulldog inglês, bulldog francês, shih tzu) geralmente são bastante estreitas, muitas vezes é necessária correção cirúrgica com alargamento desta entrada de ar. Essa deficiência no envio de ar para os pulmões leva a algumas conseqüências como o cansaço fácil durante exercícios e a refrigeração inadequada do corpo (troca de calor insuficiente).

Outra alteração que também faz parte da síndrome respiratória braquicefálica é o alongamento do palato mole. O palato mole fica na parte de trás do céu da boca (é um prolongamento) e nos cães com focinho reduzido esse tecido se prolonga avançando sobre a garganta. Em momentos de exercício físico, calor ou nervosismo a freqüência respiratória aumenta, sendo assim o animal respira mais rapidamente e o palato mole extenso prejudica essa troca respiratória rápida. Também é um dos causadores do ronco ao dormir, sendo que são vários os fatores que podem causar o ronco, não necessariamente um cão que ronca tenha um palato mole alongado.

A redução na luz da traquéia também integra a síndrome respiratória do braquicefálico. A traquéia é o órgão responsável por levar o ar inspirado até os pulmões sendo formada por inúmeros anéis cartilaginosos. Nos bulldogs pode ocorrer a redução do espaço de passagem de ar em alguns locais da traquéia, o que chamamos de estenose traqueal (também chamada de hipoplasia de traquéia). Essa ocorrência é determinante na hora da troca respiratória rotineira. E também é muito importante para procedimentos anestésicos, por isso sempre optamos por profissionais habilitados (veterinários com especialização em anestesia) que garantem segurança ao processo.

Esses três fatores citados integrantes da síndrome respiratória braquicefálica geram sinais muito comuns aos bulldogs. Sendo que muitos apresentam um ou outro fator, são raros aqueles atingidos simultaneamente pela estenose das narinas, alongamento do palato mole e estenose de traquéia. Alguns sintomas que podemos observar:

* animais que facilmente ficam com a língua arroxeada (chamamos de cianose) diante de exercícios, emoções ou em dias quentes;

* bulldogs que roncam muitos, às vezes nem necessitam estar dormindo para que o ronco aconteça;

* animais que salivam em grande quantidade e tem dificuldade na eliminação (se afogam muito);

* pacientes que apresentam sensibilidade excessiva aos dias quentes;

* animais que fazem visível esforço na inspiração.

Esses são alguns sinais que comumente acometem os pacientes com a síndrome respiratória, no entanto vale lembrar que muitos desses sinais são comuns a outras doenças. Por exemplo, inúmeros bulldogs têm intolerância ao calor porque apresentam sobrepeso e a solução para o problema é o emagrecimento. Outros apresentam arroxeamento da língua por doenças cardíacas, assim deve-se tratar o problema com medicações especificas. Por isso se houver duvida quanto à manifestação de algum sinal procure seu veterinário para tirar as duvidas e definir o diagnóstico.

Dra. Viviane Dubal – CRMV/RS 8844

Formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e proprietária da Clinica Veterinária Saúde Animal em Porto Alegre. Contato: vivianesd@bol.com.br

8 Responses to Síndrome Respiratória Braquicefálica

  1. Luis disse:

    Oi..meu shit-zu apresenta respiração de porco em alguns momentos…presenciei 3 vezes, em grande espaço de tempo entre eles, sendo a ultima crise mais duradoura. Parece que é da raça, mas gostaria de saber o que posso fazer para amenizar a crise quando ela ocorrer?. Disseram que era para acalmar e colocar em frente ao ventilador.O Luke vai fazer 1 ano em vinte dias e ronca alto de noite, é bem ativo, gosta muito de brincar, fazer execícios e os faz até chegar a exaustão quando coloca toda a lingua pra fora e deita.

  2. Leonardo disse:

    Olá! Gostaria de saber se a raça Híbrida Malshi é Braquicefálico. Ele é o resultado do cruzo de Maltês com Shi-Tzu. Obrigado!!

  3. Oi Luis,, estou com o mesmo problema com o meu shih-tzu. Estou um pouco apavorada,… o que você tem feito para melhorar isso? Qualquer coisa pode me passar seu e-mail para trocarmos idéias.. Atenciosamente, Franciele

  4. raina disse:

    Doutora, estou com uma ninhada de shih tzu de 12 dias.. Uma das filhotes não se desenvolvia tão bem quanto os outros, ficando menor.. Tudo bem até que ela começou a ficar cianótica e com dificuldade de respirar, fazendo isso somente por respiração bucal. Já levei em dois veterinários, fez uso de broncodilatador e antibiótico pois desconfiavam de broncoaspiração, porém pelos sinais clínicos acho que ela tem a síndrome. Ela melhorou, estando hj com respiração normal e mamando sob orientação e ajuda. No momento faz uso 2x por dia de xarope expectorante e fluidificante. Hj, ela teve somente uma crise e passou. Estou muito preocupada, existe alguma coisa q eu possa fazer por ela? Obrigada.

  5. Marianna disse:

    Tenho um Bulldog inglês de quase 2 anos que está apresentando vários sintomas que você descreveu. Gostaria de uma indicação de um veterinário bom aqui no rio de janeiro. Obrigada, Marianna

  6. Giovani Diedrich disse:

    Bom dia Dra.Viviane , sou colega seu , mas trabalho com Eqüinos a muitos anos no Jockey Club do Rio Grande do Sul , tenho um buldog frances que está com a sintomatologia de prolongamento de paloto mole e gostaria de saber se você realiza esta cirurgia , pois faço ela mas em cavalos , hehehehe. Aguardo um retorno .

    Atenciosamente ,
    Dr. Giovani Diedrich

  7. Fabiana disse:

    Bom dia, perdi minha bulldog de 3 anos semana passada, ela começou a respirar ofegante, vomitou, em seguida respiração ficou pior, levamos imediatamente no pronto socorro porém lá ela faleceu.
    A veterinária me disse que houve edema de glote, porém, até aquele dia a cachorra estava saudável, não apresentou nenhum sintoma.
    Poderia ser por conta da síndrome?

  8. It’s actually a great and useful piece of information. I’m happy
    that you shared this helpful info with us.
    Please stay us informed like this. Thanks for
    sharing.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>