Doenças da Região Perianal

As doenças da região perianal (porção logo abaixo da cauda) são muito comuns nos cães atingindo-os em qualquer idade, animais de qualquer raça e ambos os sexos. Um dos problemas comumente vistos é a saculite. Este problema consiste na inflamação dos sacos anais que são estruturas localizadas ao redor do ânus produtoras de uma secreção extremamente mal cheirosa expulsa durante a defecação ou em momentos de estresse (por exemplo, quando é contido para algum procedimento como vacinação). A função da secreção eliminada é a lubrificação das fezes e é indicativo para outros cães de situações de perigo ou estresse. Em muitos casos ocorre obstrução dos ductos que levam a secreção para o exterior ocasionando infecção e inflamação do local. Os sinais observados incluem dificuldade de defecar, dor no local, fístulas locais (pequenos orifícios por onde drena secreção de odor desagradável), lambedura da cauda, correr atrás da cauda. O tratamento vai depender da evolução da infecção, grande parte é tratada com compressão do local pelo veterinário e medicações prescritas. Se ocorrer resistência do problema a indicação é cirúrgica com remoção dos sacos anais.

Outro problema comum que acomete a região perianal é a fístula perianal que inclusive pode ser um sinal da doença anteriormente descrita. O médico veterinário vai determinar se um problema tem correlação com o outro. A fistula consiste na formação de pequenos orifícios por onde se vê secreção purulenta clara ou escura saindo. Geralmente acomete mais machos que fêmeas em qualquer idade. Os animais alteram seu comportamento com corridas desesperadas, lambedura do local, presença de sangue nas fezes, dor local e impacientes para afagos na região da cauda. O tratamento medicamentoso é bastante longo e muitas vezes não serve de resolução para o problema, então parte-se para o procedimento cirúrgico de retirada dos tecidos comprometidos do local.

A causa desses problemas ainda não esta bem esclarecida, cogita-se bastante a possibilidade de ser uma alteração auto-imune, por isso o tratamento clínico muitas vezes não traz bons resultados. Uma tentativa de reduzir a incidência do problema é fazer o esvaziamento dos sacos anais periodicamente. Por exemplo, quando o animal for tomar banho no petshop, solicitar ao veterinário para que faça a compressão do local, evitando assim acúmulo da secreção no local. Essa não é uma forma segura de evitar a inflamação do saco anal, no entanto é uma tentativa de não permitir com que a doença se manifeste com muita intensidade. A observação do comportamento do animal também é importante, verificar se esta defecando normalmente ou com dificuldade, se passou a realizar corridas súbitas e rápidas, se está correndo atrás da cauda, entre outros. Se sinais estranhos se manifestarem o indicado é procurar o quanto antes auxilio veterinário a fim de evitar o agravamento do problema.

Leia mais aqui.

Dra. Viviane Dubal – CRMV/RS 8844

Formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e proprietária da Clinica Veterinária Saúde Animal em Porto Alegre. Contato: vivianesd@bol.com.br

About these ads

2 Respostas

  1. gostaria de saber se na gestação a cadela ter dor ou perder algum liquido significa problemas maiores ?

  2. meu cao tem 17 anos é um pequenes ,por ser cardiaco tenho medo de fazer cirugia perianal tem 8 meses q fiz a cirugia e a glandula apareceu novamente bem maior ele nao sente dor mas sente desconforto coceira e dificuldade pra defecar
    o que faco medicamento ou outra cirugia qual melhor procedimento
    é risco cirugia-lo novamente .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 238 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: