Lucy Farted – Bulldog Inglês sensação no Instagram

Lucielle Bull

Lucielle Bull

Lucielle Bull, conhecida como @LucyFarted, é uma Bulldog inglês que vive em Orange County, na Califórnia.

Muito famosa por suas fotos maravilhosas ela exibe sua habilidade de equilibrar objetos na cabeça e tirar muitos selfies segurando seu iPhone.

Veja algumas fotos.

Lucielle Bull

Lucielle Bull

23

Lucielle Bull

24

Lucielle Bull

25

Lucielle Bull

387f54205faf09a876894cee01ff30eb

Lucielle Bull

 

 

uuu

Eduarda Volpatto

Colaboradora Bullblog e Bulldog Club.

Salve Thor – Bulldog Inglês com Câncer

Thor

Thor já com a pata amputada.

O que o abandono, os maus tratos e o descaso é capaz de fazer na vida de um lindo cão!!!

Quem não conhece a história desse guerreiro Thor que foi abandonado com câncer em uma praça no Rio de Janeiro, resgatado pela Luiza Santana que nos conta como tudo aconteceu.

“Eu adotei esse Bulldog Inglês no dia 18 de agosto, que dei o nome de Thor, estava abandonado em uma praça em Vila Valqueire no RJ, liguei para o meu amigo Edson que sempre resgata animais, e perguntei se tinha um gatinho pra uma amiga ele disse que não mas que havia acabado de pegar um Bulldog de uma menina que resgatou mas não tinha condições de cuida lo. Na mesma hora me prontifiquei a ficar com ele, Sr. Edson falou ele esta com a pata machuca ainda, não vi o estado dela, mais a menina achava que tinha sido atropelado.
Chegando lá o Sr. Edson me apresentou o Thor, foi paixão a primeira lambida, primeira vista e primeiras batidas dos nossos corações acho que tinha a mesma frenquência e parecia que  já nos conhecíamos, a partir dai eu tive certeza que ele deveria ficar comigo.

Thor e Luiza

Thor e Luiza

Imediatamente levei ele no veterinário, foi medicado mas recebi o alerta de que caso não melhorasse a hipótese de ser um câncer não estava descartada. Fiquei arrasada e não satisfeita com o diagnóstico no dia seguinte peguei uma segunda opinião e mais uma vez foi categórica que era câncer e seria amputação total da patinha dianteira.

Obtive uma informação com um amigo, que na Universidade era um dos melhores lugares para tratar dessa doença e que tinham especialistas, no dia 19 de agosto levei ele até lá, logo de cara já falaram em amputação, imediatamente pediram o exame de sangue e acusou anemia e plaquetas muito baixa, voltamos para casa, vários remédios e Tramol de 100, várias idas a Universidade e só pediram até então o raio x da pata lesionada (para ver se tinha uma outra lesão no osso) mas ainda não fizeram a biópisia pois a ferida estava muito inflamada e necrosada, somente foi feita a citologia, (um exame onde enfiam varias vezes a agulha na ferida, para ver se detectam algo) ele sentiu muita dor nesse exame, saiu muito sangue mas só acusou inflamação. Eu e o Henrique Silva que sempre me levava com o Thor nos questionamos se não seria necessário outros exames.

Toda semana o Thor tinha consulta com o oncologista, o tempo foi passando com isso tudo e nesse meio tempo a ferida dele piorou, apareceu um machucado no nariz dele que até então não existia.

A ferida não melhorava e entrei em contato com a Dra. Sabrina Grijó, pois ela morava aqui perto de casa, ela me acalmou, me deu umas dicas e no outro dia iria vê lo. No outro dia ao examinar o Thor ela me indicou a amputação pois havia identificado um câncer ainda mais agressivo.

Thor já em tratamento tive a ideia de fazer um apelo no face do protetor Wilson Martins, acabamos perdendo a consulta na Universidade e por contra própria decidi procurar o tratamento e a cirurgia do Thor, uma corrida contra o tempo pois poderia se espalhar cada vez mais, Dra. Sabrina Grijó descobriu que já estava na boca e se alastrando para o focinho, eu pedi muito a Dra. Sabrina que operasse, ela exitou mas concordou,  tudo foi feito com a vontade de Deus e Thor saiu muito bem da cirurgia, apesar do quadro de anemia e plaquetas baixas, eu achava que ele começaria uma vida sem sofrimentos, só que depois da cirurgia o meu marido perdeu o emprego e começou o me desespero, pois tenho 13 bichos pra sustentar.

Thor

Thor

Thor e a Dra. Sabrina Grijó

Thor e a Dra. Sabrina Grijó

Uma amiga me procurou a Camila Bernegossi e colocou a história do Thor na fanpage Bulldog Club que na mesma hora compartilharam, também no Clube do Bulldog – RS e a lá a Lisa Brauer do Rio De Janeiro da Bulldogada Carioca foi a primeira a se interessar pela história do Thor e eu a sufoquei de tanta ansiedade e através dela conseguimos a consulta para iniciarmos o tratamento com a Dr. Nathalia Breder Barretoe, a Pandora Camargo do Rio Grande do sul que ajuda constantemente com kits, acreditam que ela criou até um peitoral exclusivo para o Thor? Show né. Começamos uma campanha pela vida do Thor e grande corrente do bem que o Thor foi agraciado com várias madrinhas e acolhido pela família Bulldogada Carioca em especial pelas titias Tárcila Ornelas, Barbara Lotufo, Roberta Lucia Teixeira, Bianca Caruso. Também a titia Eliana Bordin que deu as camisas pra campanha #SalveThor e de todas titias e titios do Brasil que graças a todos estamos conseguindo o tratamento do Bulldog Thor!!!”

Hoje 21/10 o Thor foi internado novamente, a Dra. Jack da Clinica Animalia o examinou e ele não sente dor mas foi necessário exames para uma nova transfusão antes da Quimioterapia, ainda sem os resultados foi alertado sobre um possível Linfoma. Agora é torcer para uma melhora considerável com a Quimio, a Dra. Nathalia que acompanha o Thor concordou em tentar todas as possibilidades, pois enquanto ele for forte nos seremos também, mas caso o tratamento não de resultados devemos nos conformar e deixar que ele descanse em paz.

Enquanto há vida, há esperança e nos estamos do seu lado Thor.

Os Bulldogueiros de todo o brasil se uniram em prol da recuperação do Thor, algumas rifas foram montadas com produtos doados com muito carinho, hoje a Eliana Bordin criou uma campanha #salvethor, para saber mais Clique Aqui!

UAUH Bulldog Clothes

UAUH Bulldog Clothes

Você pode ficar por dentro de tudo que acontece com o Thor através do Facebook da Luiza Clique Aqui!

 

uuu Eduarda Volpatto

Colaboradora Bullblog e Bulldog Club.

Mitos e verdades sobre a castração.

1555617_10152231550227421_1999740896_n-300x225

Bulldogada Barigui

bulldogada barigui

 

Curitibanos ai vem o “Hallowen dos Bulls”, um evento da Bulldogada Barigui que acontecerá dia 25-10-2014 no Phoenix Studio ( BR 116, 6000, Curitiba ).

Confirme sua participação no evento Clique Aqui!

Bulldog Agility.

Foto - Baggy Bulldogs

Foto – Baggy Bulldogs

Eles estão entre um número crescente de raças improváveis ​​que têm entrado na briga de agilidade nos últimos anos, acrescentando variedade e surpresa a um esporte já popular. De enormes Mastins para pequenos Papillons, mais de 133 raças competiram no AKC Invitational anual, uma competição de top-cão em que apenas o melhor de cada raça são convidados.

 “Muito disso é nutrir contra a natureza”, diz Carrie DeYoung, co-presidente do evento. Se você começar quando são filhotes, qualquer raça pode ser treinado para lidar com a competição de agilidade, apesar de existirem, ela reconhece, “alguns cães são mais adequadas por causa do tipo de corpo.”

Plummer (Paradox HR Jake Plummer), o Bulldog de aproximadamente 30 quilos, pode ter um pouco de”deficiência física”, em comparação com as raças mais elegantemente construídas, o proprietário Dorothy Wysaski reconhece com uma risada. “Ele é uma tartaruga, não a lebre.”

1555617_10152231550227421_1999740896_n-300x225

Plummer (Paradox HR Jake Plummer)

Mas não se enganem. “Ele é um sério concorrente”, diz DeYoung. Pernas grossas, bochechas  voando, Plummer aborda o campo com entusiasmo. Ele foi o numero 1  Bulldog na Agility em 2007 . Plummer pode levar 63 segundo para obter através de um curso da agilidade que o melhor dos Border Collies pode fazer em 29 (que abrange seis metros por segundo), mas ele raramente erra os obstáculos.

Na verdade, ele é uma curiosidade ao público cuja aparência sempre cria burburinho na platéia. “Eles meio que esperava que fosse engraçado”, diz Wysaski, um veterinário em Aurora, Colorado. “E então ele começa, e eles pensam: ‘Uau, ele realmente pode fazer isso.” “

As raças mais inesperados nem sempre competem diretamente contra os Border Collies e pastores que lideram na agilidade. Existem outras categorias – com saltos mais curtos ou mais altas – em que os  São Bernardos, Fox Terriers  e Galgos Afegãos gostam de competir.

Bertha, Moxie & Tipsy são as únicas Bulldogs a ocupar nível aberto títulos AKC. (AMERICAN KENNEL CLUB )

Owners: Bea & Clay Page Breeder: Cheryl Knapp

MOXIE – Owners: Bea & Clay Page
Breeder: Cheryl Knapp

Companion AKC Dog Excelente (CDX) título com o primeiro lugar para todas as 3 etapas CDX
AKC Versatilidade (VER) título com o primeiro lugar para todas as 3 etapas.
AKC Rally Excelente Título (RE) – vencedor da classe & Placer
AKC Rally avançada Excelente 4 lugar.

TIPSY - Breeders/Owners: Bea & Clay Page

TIPSY – Breeders/Owners: Bea & Clay Page

AKC Agility Excellent Preferred (AXP) titulo.
AKC Agility Excellent Jumper Preferred (AJP) titulo.
Vencedora da classe & Placer, tanto Standard & Jumpers Agility

BERTHA - Owned by Bea & Clay Page                 Bred by Vickie Jenkins

BERTHA – Owned by Bea & Clay Page Bred by Vickie Jenkins

AKC Master Agility Excellent (MX)
AKC Agility Excellent Jumper (AXJ)
Class winner & placer em todos os níveis de agilidade.

Em obediência mais agilidade Standard & Jumpers agility!
“Somos abençoados, honrados e orgulhosos de que nossos Bulldogs foram os pioneiros nessas realizações desportivas,
que eles servem para mostrar ao público o que a raça é capaz de fazer, e inspiraram outros bulldoggers para lutar por objetivos semelhantes.” – Bea e Clay Page.

10 razões para possuir um Bulldog Inglês.

bullllee

As maiores razões para se ter um Bulldog Inglês, leia atentamente, se você se identificar com pelo menos 8 já se considere um vitorioso pois passou no teste de sobrevivência,

1 – Ao contrário dos humanos, as rugas realmente lhe caem bem..

2 – Filhotes são fofos, e quanto mais velhos mais fofos ainda.

3 – Não queira encarar um Bulldog, ele sempre vai ganhar.

4 – O melhor amigo para seu filho e com certeza a maior herança que você pode deixar pra ele.

5 – A teimosia dos Bulldogs precisa ser praticada, e vão ficando cada vez melhores com o passar do tempo.

6 – Eles se aconchegam melhor do que qualquer outro, e quando precisar de um bom abraço ele estará sempre disponível.

7 – A quantidade insana de ronco emitido por um Bulldog Inglês é equivalente a uma bomba explodindo do seu lado, mas você vai se tornar imune ao ronco.

8 – É a única raça de cão que pode andar de skate, surfar, e roncar…. simultaneamente.

9 – Bulldogs Ingleses são grandes aspiradores de pó e máquinas de lavar louça. Não acredita em mim? Basta soltar um biscoito no chão e contar quantos segundos ele demora para devora lo.

10 – O gás emitido por um Bulldog Inglês foi classificado pela EPA para ser uma alternativa natural para Napalm. Se você sobrevive a um Bulldog estará preparado para tudo.

Bullbeijos

Dica rápida!

8249_425507930912366_59207396_n

Caso seu cão fuja, ao encontrá-lo, não brigue com ele. Assim, se ele fugir novamente, não evitará voltar para casa.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 249 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: